segunda-feira, novembro 29, 2010



 shame

Já te aconteceu de você se envergonhar de algo que aconteceu contigo?
Algo tão feio que você deixou que fizessem com você... que na esperança ainda de não acreditar que aquilo estava acontecendo...você se  deixou...você acreditou e você...se FERROU.

Eu ainda acredito nas pessoas. Eu me deixo levar, eu sou muito boba.
Tanta esperteza, meu Deus! Pra quê?Por que eu acharia que comigo seria diferente?!
Talvez por minha falta de maturidade...eu ainda não deixei de acreditar que a humanidade vale a pena.
Talvez quando eu estiver madura o suficiente, eu não acreditarei mais nas coisas que me dizem, nas promessas... Mas e aí? o amor, vai pra onde? A esperança em dias melhores...a confiança...?

É tanta mentira, tanta falta do que dizer. Tanto cenário pra nada!
Tanto castelo de areia, tanta desfarçatez...

Não vou contar aqui o que me aconteceu, pois sei que de alguma forma ou de outra...quando eu voltar aqui e ler tudo isso, vou me lembrar.
Apesar de...lembrar do mesmo jeito! Mas, não custa nada tentar esquecer.

Uma coisa que eu sempre soube é que...quando uma coisa começa errado, difícilmente ela termina de forma certa. E dessa vez, da pior maneira possível.


Sem mais.

segunda-feira, novembro 22, 2010


Ás vezes eu fico me perguntando como uma pessoa consegue ser só UMA e ainda sim...ser TÃO cabeça dura. Tão mente fechada.
Faz merda e ainda se acha com razão.
Sinceramente...
E esse tipo de pessoa é tão sacana de um jeito que pela falta de "diálogo" chegamos a pensar que nós, no caso EU - é a culpada de toda situação! Absurdo!
O pior é que me conhecendo do jeito sou. Burramente, com certeza eu ainda irei atrás. Nem que seja, pra ouvir mais uma vez uma chamada recusada.

Irei transcrever aqui uma parte de um texto do livro da Lena que diz muito sobre essa situação:

" Ás vezes nossa vontade de viver uma história incrível é tamanha que a gente outorga, transfere, atribui a responsabilidade do nosso roteiro ao primeiro imbecil que aparece dançando como macaco na cena... Não sei se isso faz algum sentido, mas ás vezes a "nossa hora perfeita" faz com que pessoas erradas pareçam perfeitas também...

De repente você se abre permitindo para o que há de pior no mundo a encontre. Parece pessimista? Talvez sim. Mas é que ás vezes a vontade de se apaixonar é tão grande...é tão grande ao ponto de que é preciso reunir muita sabedoria para não começar a projetar tudo o que  se deseja assim... em cima de qualquer história que simplesmente não mereça."

Por Elenita Rodrigues

domingo, novembro 21, 2010


Encerrando caminhos, encontrando outros...Fechando algumas janelas e abrindo portas.

Tudo que começa errado, dificilmente termina certo. E...terminou errado! Como eu já sabia que terminaria.
Intensidade demais..dá nisso..! E eu como sempre me deixando levar, acreditando, sonhando...burra!!

Então, tomei uma atitude!
Quis dessa vez agir pela razão. Ao invés de deixar meu coração mandar em tudo, como vinha acontecendo.
Coloquei vários pontos finais na minha vida.
Não quero que me machuquem mais. Não quero sofrer de novo. Não aceito! Não vou permitir que me usem novamente.
Já sofri demais e só eu sei o que eu penei.
Resolvi dar valor a quem me dá valor... é bem clichê...entretanto, a mais pura verdade.

Optei por ser feliz e viver uma única vida. A minha!
Sem metades, sem incoerências, sem falta de tempo, sem números inibidos, sem escuridão, sem disfarces.
Quero claridade, Sol, vivacidade...vida! clareza! pessoas! V E R D A D E.

Cansei de viver de mentiras e falsas ilusões.
Dias que nunca chegam e promessas não cumpridas.
E quem me amar de verdade, certamente estará comigo.
Quem gostar de mim de verdade, voltará.
Quem se importa, procura!
Não existe orgulho pra quem gosta de verdade.
E se nada disso acontecer... eu sei o meu valor. E sei que 'você' também sabe.
Pele por pele...prefiro amor, prefiro amar.

Quero ser feliz e dessa vez, será para sempre.
O meu sempre.